Cursos de Graduação

Imagem Ilustrativa do Curso

Biomedicina


A missão do curso de Biomedicina da AEMS é preparar um profissional com formação técnico-centífica e a habilidade e competência para a correlação clínica das diferentes patologias humanas a participar da produção e análise de bioderivados e a realizar análise por imagem, preparando cientificamente para o diagnóstico laboratorial em diferentes níveis de complexidade organizacional, capaz de se integrar com os demais profissionais da área, com competência para a promoção da saúde e prevenção de doenças, para execução técnica dos ensaios, interpretação análise crítica dos resultados e gestão dos serviços laboratoriais, orientado pela conduta ética e pelos interesses da sociedade brasileira.

Apresentar biomédicos com formação generalista, humanista, critica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção saúde, com base no rigor científico e intelectual, capacitado ao exercício de atividades referentes às análises clínicas, citologia oncótica, análises hematológicas, análises bromatológicas, análises moleculares, produção e análise de bioderivados, análises ambientais, bioengenharia e análises por imagem, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade cultural, social e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

Biomedicina é a ciência que conduz estudos e pesquisas no campo de interface entre Biologia e Medicina, voltada para a pesquisa das doenças humanas, seus fatores ambientais e ecoepidemiológicos, com intuito de encontrar sua causa, prevenção, diagnóstica e tratamento.

O curso de Biomedicina surgiu inicialmente com o nome de Ciências Biológicas – Modalidade Médica, em 1966, na Escola Paulista de Medicina. Seu objetivo era formar docentes especializados na área da saúde para suprir a demanda de médicos, já que estes se negavam a ministrar as disciplinas básicas nos cursos de Medicina. Com o tempo, estes biólogos com ênfase médica passaram a usar seus conhecimentos para desenvolver planos de pesquisas dentro da área biomédica e a denominação do curso passou a ser Biomedicina.

As atribuições desse profissional são as mais diversas, podendo atuar em todos os níveis de atenção à saúde. Seu trabalho começa nos laboratórios de Análises Clínicas, com o processamento de exames e obtenção de seus resultados; passa pela docência em universidades ou pela Indústria com um papel mais burocrático, até chegar a áreas como a fisiologia em clubes de futebol e a reprodução animal.

Sua formação contempla, em sua grade curricular, disciplinas como: anatomia, neuro-anatomia, bioquímica, farmacologia, fisiologia, patologia, biofísica, embriologia, genética, biologia humana. No Brasil, mais de 80 Instituições de ensino oferecem o curso de Biomedicina.

O profissional biomédico é detentor de sólida fundamentação teórica, que inclui o conhecimento da estrutura - função do organismo humano, dos princípios básicos de ação de drogas e fármacos, bem como dos métodos de investigação e de análise complementares de diagnósticos e de interesse para o saneamento do meio ambiente. Normalmente dotado de senso crítico e de responsabilidade com base científica, o biomédico tem atuação consciente e conseqüente, na busca da melhoria da qualidade de vida da população.

O Curso forma o profissional biomédico. A profissão foi regulamentada pela Lei 6.684/79 com as modificações impostas pelas Leis 7.017/83, 7.135/83 e Resolução 86/86 do Senado Federal.

A evolução tecnológica e a demanda do mercado propiciaram a ampliação do campo de atuação profissional, integrando novas alternativas nas áreas de saúde e biotecnologia.

Competências e habilidades desejadas

Além das atribuições profissionais definidas pelos Conselhos Federal e Regional de Biomedicina de acordo com a Lei nº 6.686, de 03 de setembro de 1978, pelo Decreto nº 88.439, de 28 de julho de 1983 e nas Resoluções 001, 002, e 004 de 1986, 004/95 e 002/96, as competências e habilidades desejadas para o Biomédico incluem:

  • Docência universitária a nível de graduação e pós-graduação, em disciplinas que tiver competência;
  • Pesquisa científica básica ou aplicada, em instituições públicas e privada, como coordenador ou executante em área de sua competência;
  • Análises clínicas - realizar as coletas e análises, assumir a responsabilidade técnica e firmar laudos e pareceres;
  • Citologia oncótica (citologia esfoliativa) - realizar a coleta, análise, assumir a responsabilidade técnica e firmar laudos e pareceres;
  • Análises hematológicas - realizar a coleta, análise, assumir a responsabilidade técnica, firmar laudos e pareceres com objetivo de auxiliar nos hemocentros, centros de transplante de órgãos e outras atividades do setor;
  • Análises moleculares - biossíntese de macromoléculas, diagnóstico pelo uso de ácidos nucleicos, engenharia genética;
  • Produção e análise de bioderivados - assumir a responsabilidade técnica de produção, execução e controle da qualidade de insumos biológicos como reagentes, soros e vacinas dentre outros;
  • Comércio de bioderivados - assumir a responsabilidade técnica para as empresas que comercializam produtos, excluídos os farmacêuticos, para laboratórios de análises clínicas e bioderivados;
  • Análise por imagem - ultrassonografia, ressonância nuclear magnética, dentre outros (excluído o laudo);
  • Bioengenharia - desenvolvimento de software, equipamentos e afins, de uso em pesquisa, diagnóstico e melhoria do bem estar do indivíduo;
  • Análises bromatológicas - realizar análises para aferição da qualidade de alimentos;
  • Análises ambientais - realizar análises fisico-químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente, incluídas as análises de água e esgoto.
  • Radiologia - excluída a interpretação;
  • Docência no ensino médio profissionalizante, na área de sua competência, obedecida a legislação em vigor.

No Brasil os biomédicos dedicam-se principalmente às análises clínicas (exames laboratoriais), no entanto, muitos destes profissionais atuam como cientistas, em centros de pesquisas e universidades na busca da cura de doenças (desenvolvendo vacinas para combatê-las), na busca de novos medicamentos e na pesquisa de DNA.

Para atuarem, os profissionais desta área devem estar inscritos em seus conselhos regionais de biomedicina para recebimento de sua inscrição profissional (CRBM). Os biomédicos são supervisionados pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM).

 

HORÁRIO DE ATENDIMENTO DA COORDENAÇÃO

 

O curso de Biomedicina das Faculdades Integradas de Três Lagoas - Campus Três Lagoas foi estrelado na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante (GE) e consta nas publicações GE Melhores Universidades 2014.

Ato Regulatório: Portaria de Reconhecimento DOU nº.488, de 20/12/11

Duração:8 semestres

Período:Diurno - Noturno

Coordenador do Curso: JULIANO GABRIEL FRODER

Carga Horária: 3.920h

Vagas: 200

Habilitação: Bacharelado


conteudo auxiliar