Notícias

Lançado processo seletivo com 550 vagas do Vale Universidade

15/02/2018 - 00:23

Foto:

Campo Grande (MS) – O Governo de Mato Grosso do Sul vai ajudar mais estudantes a alcançar o sonho de ter um diploma de ensino superior. A governadora em exercício Rose Modesto assinou na terça-feira (16) autorização do processo seletivo do Vale Universidade 2018. Foram abertas 550 vagas: 400 no Vale Universidade e 150 no Vale Universidade Indígena.

Emocionada, Rose Modesto lembrou da própria história. Filha de pequenos agricultores, ela conquistou o diploma de bacharel em História graças a uma bolsa de estudos. “Só consegui concluir meu curso porque fui aluna bolsista. O sonho foi enorme, mas o recurso era pequenininho. E eu, com aquela vontade enorme, fiz a inscrição, passei, mas não sabia nem como ia pagar. Graças a Deus recebi a oportunidade de poder prestar o meu serviço como estagiária e concluir o meu curso, que fez toda a diferença na minha vida”, disse.

Para os alunos de instituições privadas que são conveniadas ao programa, o incentivo chega a 90%. O Governo do Estado paga diretamente à universidade ou faculdade até 70% do valor da mensalidade e a instituição oferece uma dedução de 20%. Já os estudantes de instituições públicas recebem uma bolsa mensal como incentivo para continuar estudando.

A secretária de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Nobre, explicou que o programa também oferece a oportunidade de dar experiência prática ao bolsista. “É um programa que eleva a qualidade do ensino dentro do nosso Estado. Dá oportunidade para o acadêmico não só ter contato com a teoria, mas a oportunidade de colocá-lo em contato com a prática que vai deixá-lo em evidência, em um local privilegiado, quando ele estiver no mercado de trabalho”, disse. Ainda segundo ela, neste ano o programa terá mais um processo seletivo, no meio do ano.

Em caso de seleção, o acadêmico deve realizar estágio com carga horária de 20 horas semanais, em jornadas de quatro horas diárias no período matutino ou vespertino, compatíveis com o horário escolar, nas instituições indicadas pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast).

Instituído por uma lei de 2009, o Vale Universidade foi ampliado no Governo Reinaldo Azambuja, para atender mais alunos. Ainda na gestão de Rose Modesto como titular da Sedhast, o número de vagas saltou de 1.500 para 2.000, dando mais oportunidade de acesso ao ensino superior. Todos os anos, o Governo beneficia 1.800 alunos com o Vale Universidade e 200 com o Vale Universidade Indígena. As vagas para os novos alunos são abertas conforme os bolsistas vão concluindo o curso.

Inscrições poderão ser feitas pelo site Sedhast (http://www.sedhast.ms.gov.br/) no período de 15 de fevereiro a 2 de março. Entre os requisitos para inscrição no Vale Universidade estão: ter renda individual igual ou inferior a R$ 1.448,00 e renda familiar mensal não superior a R$ 2.896,00; não possuir outro curso de graduação; e ter residência fixa em Mato Grosso do Sul há mais de dois anos.

Paulo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Assessoria de Comunicação AEMS

conteudo auxiliar